Páginas

HOTEL INTERCONTINENTAL NO RIO INVADIDO POR BANDIDOS

sábado, 21 de agosto de 2010
Fiquei chocada com a notícia, isso é uma guerra urbana o Presidente Lula disse que o PAC tinha resolvido tudo. Sede dos Jogos de 2016 e da Copa de 2014 ainda tem rotina marcada por episódios de violência causados por bandidos armados. Depois de ler a notícia logo abaixo tem as palavras do Presidente Lula se vangloriando que Dilma e PAC pacificaram o Rio.

Quero aqui parabenizar aos policiais pela atuação. Fizeram o que tinha que ser feito.

Hoje pela manhã, em São Conrado, entrada da Rocinha, um hotel luxo foi invadido por dezenas de bandidos armados de fuzis, granadas e metralhadoras...
Um tiroteio entre policiais militares e traficantes levou pânico a São Conrado, um dos bairros com IPTU mais caro do Rio, na manhã deste sábado. Adriana Medeiros, que segundo a polícia fazia parte do grupo de bandidos, morreu quando tentava fugir em frente a um prédio de classe média alta. Três policiais ficaram feridos. Dez bandidos foram presos. O coronel Henrique Lima Castro, chefe da assessoria de imprensa da PM, disse que junto com os presos foram apreendidos cinco pistolas, oito fuzis, granadas e farta munição. Entre os 35 reféns haviam hóspedes e funcionários do hotel. Os policiais feridos foram encaminhados para o hospital Miguel Couto, zona sul do Rio. A cúpula da Secretaria de Segurança se reuniu em caráter de emergência e o secretário dará uma entrevista coletiva em local e horário ainda não confirmados.O confronto começou por volta da 8 horas. Segundo a polícia, um "bonde" de traficantes da Rocinha, que fica no bairro, estava voltando para a favela depois de terem passado a noite no Vidigal, morro próximo, dominado pela mesma facção criminosa. Na Avenida Niemeyer, que liga Leblon a São Conrado, o grupo encontrou com policiais do 23.º BPM (Leblon). Começou então o tiroteio, que durou em torno de 40 minutos. Na fuga, 10 bandidos armados com fuzis invadiram o Hotel Intercontinental, em frente à praia, e fizeram 35 reféns na cozinha.Foram quase duas horas de negociação com policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope). A mãe de um dos bandidos, morador da Rocinha, chegou a ser chamada para convencer o filho a se entregar. "Eu pedi, mas ele não quis me ouvir", disse Dinalva, chorando muito na porta do hotel. Mesmo assim, minutos depois, o grupo libertou os reféns e se entregou à policia.Leia mais aqui.

Depois dessa notícia leiam o que Lula disse a respeito da cidade e como o PAC resolveu o problema:

É verdade que na Rocinha deve ter algum bandido, mas é verdade também que no Pavão-Pavãozinho deve ter algum bandido, mas é verdade também que no Complexo do Alemão deve ter. Mas quem é que disse que não tem bandido naqueles prédios chiques de Copacabana?

Eu saio daqui com a certeza absoluta de que a Rocinha, se em algum momento da história do Rio de Janeiro foi motivo de vergonha, eu saio daqui com a convicção de que a Rocinha hoje é motivo de orgulho para o Governador, para o Prefeito, para o Presidente da República (falha no áudio) o povo brasileiro...

É por isso que as coisas estão funcionando, é por isso que aqui, no ano passado, ou melhor, em 2007, lá no lugar que está a UPA eu anunciei que a Dilma era a “mãe do PAC”, porque foi dada a ela a responsabilidade de organizar o PAC. E o sucesso que nós temos hoje é graças à lealdade, ao companheirismo desse companheiro, ao trabalho afinado da Dilma com o Pezão, que é um gigante. O Pezão é quieto mas, na verdade, trabalha por mim e trabalha pelo Sérgio Cabral. E mais o prefeito Eduardo Paes, que é o mais novo, tem apenas um ano de mandato, mas já está dando demonstração de que vai mudar a cara do Rio de Janeiro para melhor...

Um comentário: